Arquivo da tag: resenha

Quando eu voltar a ser criança

“A palavra muitas vezes dói tanto quanto a pancada” (Janusz Korczak)

Aproveite o Cupom de Desconto: CORREGABS15

Desconto de 15% na compra do produto:
Quando eu voltar a ser criança – Edição Revista (LANÇAMENTO)
Validade: 10/08/2022

Que livro, senhores!
Publicado em 1926, mas parece que foi escrito ontem! Uma leitura extremamente atual e necessária.

O autor conta a história de um professor que volta no tempo e passa a ver o mundo com os olhos de criança, no entanto, retendo suas memórias de adulto. Ele coloca situações do cotidiano, como: o menino na escola, em casa, na rua, como amigo, irmão, aluno, filho, que abrem reflexões sobre tudo!

Definitivamente não sou a mesma pessoa depois de ter lido esse livro!

“Agora que sou criança outra vez, sei que não importa a história que a gente sabe e sim a que a gente sente dentro de si.”

Confira a resenha em vídeo e se emocione junto comigo!

Sinopse: Quando eu voltar a ser criança é a história de um professor que, cansado dos dissabores da vida, volta no tempo e passa a ver e a sentir o mundo com olhos e coração de criança, mas retendo suas memórias de adulto. Com sensibilidade, delicadeza e ternura, Janusz Korczak nos convida a acompanhar situações do cotidiano dessa criança de dez anos — em casa, na escola, na rua; como filho, irmão, aluno, amigo —, compartilhando conosco os sentimentos e as reflexões que as experiências vividas despertam no menino e no adulto que a habitam. Mais do que uma obra de ficção, este livro é um ensaio sobre como é ser criança num mundo feito por e para adultos, e uma comovente apologia do direito das crianças a uma vida livre e feliz. Publicado em 1926, continua atual e extremamente necessário.
 
Em 2022, se completam 80 anos da morte do autor, Janusz Korczak.

Gratidão, @gruposummus pelo envio do exemplar!

#quandoeuvoltar  #januszkorczak  #direitodacriança  #summuseditorial

Anuhar – O Guardião do Ar

“É interessante como a caminhada nos molda, e por sermos o retrato da nossa história, cada um enxerga as coisas de forma diferente. Somos o resultado da programação que nos é incutida, frutos das nossas experiências.”

Em “Anuhar – O Guardião do Ar”, a Escritora @eesoviersovski consegue desenvolver uma trama sensacional com 2 gêneros literários distintos: sci-fi com romance e, diga-se de passagem, o romance tem uma pitada de hot (no espaço, ui!), além de falar sobre viagem no tempo que eu particularmente amo!

Uma passagem que me chamou muito a atenção foi um ritual de purificação que uma personagem fez para seguir em frente.
A descrição dos detalhes e do procedimento do ritual ficou deveras emocionante, não sei se é porque passei por uma situação semelhante no momento da leitura de Anuhar, mas esse capítulo me marcou muito! Os livros realmente transformam as pessoas!
Nos identificarmos com a história e encaixarmos no nosso cotidiano nos faz refletir, tirar lições e evoluir! Parabéns, Enoizi!

A parte das teorias de espaço-tempo me lembrou muito a série alemã “DARK”, que é uma das minhas preferidas. Toda vez que pensamos em mudar o passado, devemos ter em mente que pode ter consequências permanentes no futuro e presente.

Contudo… Uma das várias lições que tirei foi a de que “quem não está aberto a mudanças, fica para trás.”

Gratidão, @lcagcomunicacao por mais uma leitura coletiva maravilhosa! 😍 Poder conversar com o autor, debater com os leitores e trocar ideias sobre o livro é uma das experiências que mais agregam! 🙏🏼

A obra está disponível para compra na Amazon:
https://amzn.to/3HWVTi8